3 Dicas de Organização Financeira para Investir em uma Certificação

CPA-10, CPA-20, CEA, Ancord… Você está pensando em tirar alguma dessas certificações, meu nobre gafanhoto? Bom, minha dica é começar a investir em uma boa organização financeira. 

Afinal, não sei se você já sabe, mas essas certificações não são nada baratas — e estudar para elas também não. 

Mas não precisa achar que é um bicho de sete cabeças. Com as dicas que eu vou te passar aqui, você vai conseguir se organizar e manjar de todos os paranauês para conseguir alcançar os seus objetivos. 

Bora?

1. O primeiro passo para a organização financeira é saber quanto vai gastar 

Se você chegou até aqui, já deve ter entendido que, além de se preparar para a prova estudando, precisa se preparar financeiramente. 

“Mas, Tiago, eu vou gastar tanto assim?”

Ah, meu nobre gafanhoto, você vai sim gastar tempo e dinheiro, e se não se planejar, as contas podem não fechar no final do mês. Ninguém quer isso, né?

Primeiro, conheça o valor atualizado da prova que vai fazer. 

Depois, é hora de decidir: você vai fazer um curso preparatório? A minha indicação é que você invista nisso para garantir que terá as melhores chances de conseguir a certificação. 

“Tiago, eu preciso MESMO fazer um curso preparatório?”

Olha, ninguém vai te obrigar a fazer isso, mas eu imagino que você queira aumentar a chance de ser aprovado, certo? 

Então, para sua organização financeira, já pesquise o valor do investimento para um curso preparatório, seja on-line ou presencial. 

2. Faça seu planejamento financeiro

Agora que você já sabe quanto vai gastar para tirar a sua certificação, chegou a hora de realmente pensar na sua organização financeira. 

Você já está pronto para investir no curso e no valor da prova? Se sim, já está com meio caminho andado. Caso contrário, vai precisar pensar em um plano de ação para conseguir esse dinheiro. 

Pode ser economizando um pouco a cada mês ou mesmo complementando a sua renda com serviços paralelos ao seu trabalho. O importante é conseguir juntar o montante necessário para pagar suas contas e encaixar o orçamento da certificação. 

3. Repense sua rotina

É muito importante ter em mente que talvez você tenha que mudar algumas coisas na sua rotina para conseguir a tão sonhada certificação… e não tem nenhum problema nisso!

Você vai ter que estudar bastante e se dedicar, muitas vezes conciliando trabalho e estudo.

Se você trabalha como freelancer, por exemplo, talvez tenha que deixar alguns serviços de lado para estudar e ser aprovado. 

O mesmo vale para quem trabalha muitas horas por dia, mesmo em um serviço formal, e acaba sem tempo para fazer qualquer outra coisa. 

Lembre que esse tipo de certificação é um investimento em sua vida e em sua carreira, então o esforço vale a pena. 

Se você quer entender mais sobre as certificações da ANBIMA, tem bastante conteúdo aqui no blog da T2 Educação. Confira as novidades!

 

0 0 vote
Article Rating
0
Tiago Feitosa

Tiago Feitosa

Graduado em Matemática, pós graduado em negócios bancários pela FAAP e pós graduando em Escola Austríaca de Economia. Possui certificação CEA e AAI. Se dedica a ajudar cada vez mais pessoas a se capacitarem profissionalmente.

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp
Share on telegram
Share on facebook

Deixe um Comentário:

guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments

Você também pode se interessar por: