3 Dicas de Organização Financeira para Investir em uma Certificação

CPA-10, CPA-20, CEA, Ancord… Você está pensando em tirar alguma dessas certificações, meu nobre gafanhoto? Bom, minha dica é começar a investir em uma boa organização financeira. 

Afinal, não sei se você já sabe, mas essas certificações não são nada baratas — e estudar para elas também não. 

Mas não precisa achar que é um bicho de sete cabeças. Com as dicas que eu vou te passar aqui, você vai conseguir se organizar e manjar de todos os paranauês para conseguir alcançar os seus objetivos. 

Bora?

1. O primeiro passo para a organização financeira é saber quanto vai gastar 

Se você chegou até aqui, já deve ter entendido que, além de se preparar para a prova estudando, precisa se preparar financeiramente. 

“Mas, Tiago, eu vou gastar tanto assim?”

Ah, meu nobre gafanhoto, você vai sim gastar tempo e dinheiro, e se não se planejar, as contas podem não fechar no final do mês. Ninguém quer isso, né?

Primeiro, conheça o valor atualizado da prova que vai fazer. 

Depois, é hora de decidir: você vai fazer um curso preparatório? A minha indicação é que você invista nisso para garantir que terá as melhores chances de conseguir a certificação. 

“Tiago, eu preciso MESMO fazer um curso preparatório?”

Olha, ninguém vai te obrigar a fazer isso, mas eu imagino que você queira aumentar a chance de ser aprovado, certo? 

Então, para sua organização financeira, já pesquise o valor do investimento para um curso preparatório, seja on-line ou presencial. 

2. Faça seu planejamento financeiro

Agora que você já sabe quanto vai gastar para tirar a sua certificação, chegou a hora de realmente pensar na sua organização financeira. 

Você já está pronto para investir no curso e no valor da prova? Se sim, já está com meio caminho andado. Caso contrário, vai precisar pensar em um plano de ação para conseguir esse dinheiro. 

Pode ser economizando um pouco a cada mês ou mesmo complementando a sua renda com serviços paralelos ao seu trabalho. O importante é conseguir juntar o montante necessário para pagar suas contas e encaixar o orçamento da certificação. 

3. Repense sua rotina

É muito importante ter em mente que talvez você tenha que mudar algumas coisas na sua rotina para conseguir a tão sonhada certificação… e não tem nenhum problema nisso!

Você vai ter que estudar bastante e se dedicar, muitas vezes conciliando trabalho e estudo.

Se você trabalha como freelancer, por exemplo, talvez tenha que deixar alguns serviços de lado para estudar e ser aprovado. 

O mesmo vale para quem trabalha muitas horas por dia, mesmo em um serviço formal, e acaba sem tempo para fazer qualquer outra coisa. 

Lembre que esse tipo de certificação é um investimento em sua vida e em sua carreira, então o esforço vale a pena. 

Se você quer entender mais sobre as certificações da ANBIMA, tem bastante conteúdo aqui no blog da T2 Educação. Confira as novidades!

 

Compartilhe!

Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no twitter
Compartilhar no skype
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no facebook
Compartilhar no vk
Compartilhar no tumblr
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no email
Compartilhar no reddit
Compartilhar no print
guest
0 Comentários

Você também pode se interessar por

Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no facebook

COMPARTILHE!

Acesso Rápido