3 Termos do Mercado Financeiro Que Você Precisa Conhecer

Os termos do mercado financeiro parecem outro idioma para você? É… acontece. Na verdade, todo segmento tem suas palavras mais complicadas ou que não parecem fazer sentido.

Mas, se você quer trabalhar no setor — com investimentos, contas, gerência ou o que for — precisa conhecer alguns dos mais importantes e aprender a usá-los fluentemente.

Para te ajudar, eu trouxe aqui uma lista com certos termos para você entender e, principalmente, descobrir quando usar para não se perder!

Termos do mercado financeiro que não podem faltar no seu repertório

Bem, eu já disse que você precisa saber os principais termos do mercado financeiro para trabalhar bem, mas tem outro ponto ainda mais importante: eles são muito utilizados nas questões das provas de certificações!

Existem até alguns livros que podem te ajudar a entender melhor tudo isso.

Inclusive, sem saber alguns deles vai ser bem difícil passar na CPA-10, 20, CEA e qualquer outra. Portanto, você realmente precisa conhecer e saber o que significam. Veja a lista abaixo e já salve aí na sua mente, nobre gafanhoto!

Taxa Selic

Pode ser muito óbvio para alguns, mas tem muita gente que não sabe que essa taxa tem esse nome porque, é a taxa média das operações registradas do Sistema Especial de Liquidação e Custódia, o SELIC.
O COPOM (comitê de política monetária nacional) estabelece, a cada 45 dias, qual será a taxa selic Meta. Com base nessa alteração, as instituições financeiras, junto do banco central, negociam negociam títulos no sistema selic e a média ponderada destas negociações gera a taxa Selic, também conhecida como Selic over.

PGBL e VGBL

São as duas modalidades de previdência privada, o Plano Gerador de Benefício Livre e o Vida Gerador de Benefício Livre. A principal diferença entre eles é em relação ao Imposto de Renda.

No caso do PGBL, tudo que é depositado, limitado a 12%, pode ser abatido do imposto de renda bruto do salário do investidor. ,Porém, quando você for resgatar precisará pagar a alíquota referente ao valor aplicado somado aos rendimentos. Entenda mais sobre o benefício fiscal do PGBL!

O VGBL é o que tem a alíquota incidente somente sobre a rentabilidade, então você só paga o valor relacionado ao tanto que seus investimentos renderam.

Fundos de Investimento

Esse é um dos assuntos mais cobrados nas provas de certificação da ANBIMA, e você precisa saber!

Fundos de investimento funcionam da seguinte maneira: existe um gestor do fundo, que receberá o dinheiro dos investidores e aplicará no que achar mais rentável (com base no regulamento do fundo, que traça o objetivo do fundo).

Aí, então, existem casos em que o investidor pode resgatar e investir quando quiser, que são os abertos, e outros que são mais restritos, conhecidos como fechados.

Gostou de conhecer mais termos do mercado financeiro? Confira outros artigos como esse no blog da T2 Educação!

0

Compartilhar este post:

Deixe o seu comentário!