Ágio e Deságio: entenda de uma vez o assunto

Você sabe o que é ágio e deságio? 

Aposto que é a resposta é “não”. Ou pelo menos, você tem alguma dúvida. Afinal, você entrou neste post pra ler sobre o assunto.

Muitos alunos aqui da escola tem dúvida sobre isso. Ágio e deságio é um daqueles temas que parecem um bicho de sete cabeças, mas que na verdade não passam de um chihuahua fingindo ser um pastor alemão.

Então, vamos lá entender de vez o que estas duas palavras significam!

Montando o cenário

Para entender melhor, vou montar um cenário de compra de ativo. Assim chegamos naturalmente ao assunto principal.

O caminho do pensamento é o seguinte:

Sempre que um investidor está aplicando seu dinheiro no mercado financeiro, ele está, na prática, comprando um ativo.

Essa compra é feita com a esperança de que, com o tempo, este ativo valorize. Essa valorização é o rendimento que o investidor recebe.

Se o investidor está comprando, é de se esperar que essa compra tenha um valor definido. No mercado, esse valor é chamado de PU (Preço Unitário). O que acontece é que o preço de um ativo de renda fixa é definido por algumas variáveis. Elas são as seguintes:

  • Capacidade de pagamento do emissor (risco de crédito);
  • Duration do título (prazo médio);
  • Se tem ou não cupom (pagamento de juros períodicos);
  • Taxa de juros atual e estimativa da taxa de juros;
  • Liquidez do ativo.

Uma vez que o PU de um título é definido, a negociação desse ativo pode ser feita de três maneiras.

  1. Com ágio (um acréscimo sobre o valor).
  2. Com deságio (um desconto sobre o valor).
  3. Ou ao par (pelo preço de mercado).

Vamos falar um pouco melhor de cada um deles.

O que é ágio?

Você sabe o que é um agiota? 

Agiota - T2 Educação
Talvez uma das profissões mais antigas do mundo.

Pois bem, a palavra nada mais significa do que uma pessoa que vive de cobrar ágio de outras pessoas.

Assim, o ágio é quando você tem um título e coloca um valor maior em cima dele. Ou seja, em uma negociação, seu cliente acaba comprando este título por um valor acima do de mercado.

Com isso, ele “aceita” uma menor rentabilidade no final, pois acabou pagando mais pelo título na hora da compra.

O que é deságio?

Deságio é quanto você tem um título e coloca um valor menor em cima dele. Ou seja, você aplica um desconto no título.

Um exemplo de título que sempre é negociado com deságio é a LTN.

Vamos supor que o valor de face de uma Letra do Tesouro Nacional (ou tesouro pré-fixado) é de 1000 reais. Por ser negociada com deságio, seu cliente comprará este título por 800 reais.

Ou seja, a rentabilidade do cliente é este valor de 200 reais (1000 – 800).

Como aplicar Ágio e Deságio na prática

Uma coisa que temos de ter em mente é que o conceito de ágio ou deságio pode ser aplicado ao valor de mercado do título ou ao valor de face do mesmo.

Valor de face

Este é o termo que usamos para destacar o valor do título no vencimento, no momento da emissão.

O exemplo da LTN, que usamos lá pra cima deste post, é um deságio feito em um valor de face.

Aqui, ao comprar um título que vale 1000 reais por 500 reais, o investidor está agindo sobre o valor de face. Ele sabe que, a pagar 500 reais, terá uma rentabilidade de 500, chegando assim ao valor de face.

Repetitivo, eu sei. Mas espero que você tenha entendido.

Valor de mercado

Se o valor de face é o preço do título no momento da emissão, o valor de mercado é o valor “no presente”. Ou seja, é o preço que o investidor pagou para comprar o título no “dia de hoje”.

Para dar um exemplo na prática, vamos pensar no seguinte.

Um investidor compra um título (que vale 1000 reais em seu valor de face) por seu valor de mercado, que é de 500 reais. De repente, ele começa a receber muita procura por este título. Então, ele oferece o mesmo título por 600 reais a um outro investidor.

Isso significa que ocorreu um ágio em cima do valor de mercado.

É mais fácil quando colocamos os números em ação, né?

Pra você não esquecer

Finalizando o texto, deixo aqui um resuminho:

  • ágio é um acréscimo sobre o valor do título.
  • deságio, por sua vez, é um desconto.

Essas duas opções podem ocorrer em negociações feitas de duas maneiras.

Sobre o valor de face, que é o valor do título no vencimento, ou sobre o valor de mercado, que é o valor do título no dia de hoje.

E se você ficou com alguma dúvida, deixa seu comentário aqui pra gente! Sério, comenta mesmo. A gente adora ajudar as pessoas.

Pra saber ainda mais sobre este e outros assuntos do mercado financeiro, nós temos nossos cursos preparatórios para os exames da ANBIMA. Se as certificações CPA-10, CPA-20 e CEA são importantes pra você, clica no nome dos cursos pra conhecer.  😉

Grande abraço!

0

Compartilhar este post:

Deixe o seu comentário!