BDR – Entenda O Que São E Como Funcionam

BDR ou Brazilian Depositary Receipt. Esse nome americanizado pode trazer um pouco de temor quando escutamos no nosso ambiente de trabalho, não é mesmo?

Esse assunto se tornou bem quente após recentes mudanças nas negociações dos BDRs.

Um dos principais pontos da mudança foi a acessibilidade aos investidores não qualificados.

Dessa forma, muitas pessoas começaram a se interessar nesse tipo de investimento, que te possibilita investir em empresas fora do Brasil.

Com toda essa transformação, você está com receio de receber alguma pergunta sobre os BDRs no seu ambiente de trabalho e não conseguir responder?

Seus clientes começaram a te questionar sobre esse tipo de investimento e você ainda não sabe tudo sobre ele?

Você ficou sabendo que os BDRs podem ser um ativo para diversificar a sua carteira, mas não sabe exatamente o que eles são?

Pois então, você encontrou o artigo certo para ter um entendimento COMPLETO sobre os Brazilian Depositary Receipts.

No final deste artigo você se sentirá completamente pronto para aconselhar e explicar tudo para seus clientes, colegas de trabalho e chefe sobre o maravilhoso mundo dos BDRs (Brazilian Depositary Receipt).

Quanto ao inglês, não se preocupe, não será necessário abrir um tradutor online para entender o artigo, vamos falar a sua língua, ok?

Vamos começar?

Continue lendo para saber mais sobre: 

  • O que são BDRs?;
  • Como Funcionam os BDRs?;
  • Tipo de Classificação de BDrs;
  • Mudanças na Regras dos BDRs Dentro do Mercado;
  • BDRs x STOCKS;
  • Tributação em BDRs;
  • Como Investir em BDRs na Prática?;

 

O que são os BDRs?

o que e bdr

Vamos começar explicando o que é esse tal BDR.

O nome é americanizado, então você vai ter que enrolar a língua para falar. BDR significa Brazilian Depositary Receipt.

E existe um motivo para essa maneira “gringa” de chamar os “Certificados de Depósito Brasileiro” (a tradução de BDR).

Isso dá pelo fato dos BDRs serem um ativo no qual o investidor brasileiro consegue investir em RECIBOS que REPLICAM ações de mercados estrangeiros dentro da bolsa brasileira.

Esses pontos que deixei em destaque foram de propósito, e eu explico o porquê.

Quando um investidor investe em um BDR, ele não está investindo DIRETAMENTE nos papéis das ações estrangeiras.

Isso porque os BDRs são apenas certificados, quem tem a posse real das ações são as instituições que fazem a custódia desses recibos.

Sua cabeça deve estar assim agora:

🤯 Cabeça Explodindo Emoji

Mas relaxe, vamos explicar como funcionam os BDRs e isso tudo vai ficar mais claro.

Vamos lá?

 

Como funcionam os BDRs

Quando nós falamos de valor de mercado, a bolsa brasileira representa cerca de 2% de todos os ativos que são negociados no mundo.

Esse valor nos Estados Unidos muda um pouco, já que lá o valor de mercado representa cerca de 50% de todo o mercado mundial.

Para representar isso que estou falando, vou deixar a imagem de um estudo realizado no site Visual Capitalist.

BDR

 

Quando paramos para reparar no estudo, entendemos que as maiores empresas do mundo estão listadas no mercado americano.

Isso levantou uma questão, “Como um Brasileiro Pode ter Acesso a essas Empresas?”.

Assim, os BDRs aparecem na jogada.

Os Brazilian Depositary Receipts, são RECIBOS que REPLICAM ações listadas nas bolsas estrangeiras (não apenas em empresas americanas, ok?).

E agora você vai entender o porquê do destaque para as palavras RECIBOS e REPLICAR.

Uma instituição financeira que possui uma sede no Brasil e uma outra sede no país onde a ação será adquirida, vai no mercado e compra uma quantia de uma determinada ação listada na bolsa.

Após isso, ela vai deixar os papéis (ações) custodiados (guardados) na sua sede no país onde eles foram comprados, ou seja, no país de origem da ação.

Enquanto isso, aqui no Brasil, essa mesma instituição financeira irá emitir alguns RECIBOS que irão REPLICAR essas ações que estão custodiadas na sua sede no exterior.

Sacaram?

como funciona bdr

Dessa forma, é correto dizer que quando um investidor adquire um BDR, ele não está diretamente investindo nas ações daquela determinada empresa.

Isso porque a ação não é trazida aqui para o Brasil, ela fica em custódia enquanto por aqui são negociados apenas os recibos que acompanham as variações das ações das empresas lá fora.

Mas esse tipo de investimento não é exclusividade no Brasil, existem em outros países também, como por exemplo:

 

  • ADRs;

Depois das BDRs, essa vai ser a mais comum que você pode acabar escutando de um cliente ou colega de trabalho.

Mas o conceito é o mesmo. As American Depositary Receipts (ADRs) são recibos que replicam e dão direito aos americanos as ações de empresas que não estão nos Estados Unidos.

Um exemplo que podemos dar é o BDR, uma ADR da Petrobras negociada nos Estados Unidos.

 

  • EDRs;

Os European Depositary Receipts (EDRs), acho que não preciso explicar que aqui o território de validade é na Europa, não é mesmo?

Mas voltando para o nosso Brasil, como exemplo de BDRs, podemos citar as mais conhecidas que são:

quais bdrs

Vamos falar sobre os tipos de classificação dos BDRs, mas relaxa, é tudo bem tranquilo, fechou? Agora que você já entendeu todo o contexto dos BDRs, vamos entrar em alguns assuntos mais técnicos.

Vamos lá?

 

Tipos de Classificação de BDRs

tipos bdrs

Quando nós falamos dos BRDs, podemos listar 4 tipos:

 

Não Patrocinado

Nesse tipo de classificação, a empresa que é ofertante daquele título não tem nenhum vínculo com a oferta.

Por exemplo, um gestor de fundo de investimento comprou algumas ações da Petrobras no Brasil e enviou para um banco realizar a custódia, e levou os recibos dessas ações para negociar lá nos Estados Unidos.

Nesse exemplo, a Petrobras não tem nenhum tipo de vínculo com essa operação, ela simplesmente não sabe que isso aconteceu.

Dessa forma, esse BDR recebe a classificação de Não Patrocinada.

Inclusive, esse tipo de classificação compõe a maioria dos certificados existentes hoje na nossa bolsa.

A maior dificuldade enfrentada por esse tipo de produto era sua acessibilidade, já que a disponibilidade ia apenas para os Investidores Qualificados.

Mas essa realidade mudou, como vamos ver mais pra frente!

 

Patrocinado

Depois de entender as Não Patrocinadas, essa daqui fica facinho.

Enquanto nas Não Patrocinadas as empresas não têm vínculo com a oferta, nas Patrocinadas o vínculo existe!

Acho que mais claro impossível, não é mesmo?

Esse tipo de operação geralmente acontece quando a empresa da ação possui algum interesse específico no mercado brasileiro.

Dentro das Patrocinadas ainda existem 3 tipos de separação, que se diferenciam conforme a Oferta, Tipos de Investidores e Registro.

 

Essas divisões são:

Nível 1

Neste nível, existe o envolvimento da empresa da ação no processo e o registro da oferta deve ser realizada na CVM, mas apesar disso não será necessário oferta pública.

 

Nível 2 e 3

Esses dois níveis de BDRs patrocinadas são bem parecidas.

Ambas necessitam de um registro da oferta pela empresa emissora na CVM.

Nesse caso, o padrão contábil para divulgação de resultados deve seguir as diretrizes brasileiras.

Mas você deve estar se perguntando, “O que difere o Nível 2 do Nível 3 então, Tiago?”

A diferença crucial é que apenas no Nível 3 que existe a oferta pública, explico:

No BDR Nível 3, uma empresa vai chegar em um banco de investimento e deixar parte das suas ações em custódia e ela vai negociar dentro do mercado brasileiro via Oferta Pública. 

Para facilitar o seu entendimento em relação a todos os tipos de classificações existentes e suas diferenças, criei essa tabela, confere aí:

tabela bdr

Agora vamos ver se você possui uma boa memória.

Você se lembra da seguinte informação:

“ERA destinado apenas para investidores QUALIFICADOS”.

Pois bem, vamos falar disso agora, pois as regras dos BDRs mudaram bastante nos últimos meses.

Continue lendo para entender.

 

Mudanças dentro das regras dos BDRs no mercado

alteração bdr

Como analisamos no último tópico sobre os tipos de classificação dos BRDs, as Não Patrocinadas eram acessíveis apenas para investidores qualificados.

Isso era um entrave, já que a maioria das ações de grandes empresas estrangeiras estavam listadas neste segmento de BDR.

Mas após mudanças realizadas pela CVM, o acesso aos investidores não qualificados foi liberado!

Segundo a própria CVM “a norma confere maior liberdade para investidores e emissores, na esteira de uma crescente demanda por diversificação de portfólios e de taxas de juros reduzidas”.

 

Acesso a investidores não qualificados

Antes de mais nada precisamos entender quem são esses Investidores Qualificados.

  • Pessoas naturais ou jurídicas que possuem investimentos financeiros em valor superior a R$1.000.000,00 e que, adicionalmente, atestem por escrito sua condição de investidor qualificado mediante termo próprio.
  • Pessoas naturais aprovadas em exames de qualificação técnica ou que possuam certificações aprovadas pela CVM como requisitos para o registro de AAI, Administrador de Carteira, Analista e Consultor de Valores Mobiliários.

Esses dois exemplos são de Investidores Qualificados.

Logo, para investir em BDRs Não Patrocinadas, era necessário atender os requisitos necessários para ser um Investidor Qualificado.

Agora essa realidade mudou e os investidores não qualificados também têm acesso!

Segundo a própria CVM “a norma confere maior liberdade para investidores e emissores, na esteira de uma crescente demanda por diversificação de portfólios e de taxas de juros reduzidas”.

Confira na íntegra a Resolução CVM nº3 de Agosto/2020 onde estão todos os pontos das alterações dos BDRs.

Dessa forma, os investidores ganharam mais uma possibilidade de diversificação dentro de seus investimentos.

Mas essa não foi a única mudança dentro dos BDRs, nós também tivemos a redução do seu lote padrão para negociação.

Confira comigo.

 

Alteração de lote padrão

Essa alteração é relacionada ao lote padrão para negociações de BDRs, mas também contempla o mercado de ETFs (Exchange-traded fund).

Desde o dia 28 de setembro (2020) nós tivemos:

BDRs Nível I, ETFs de renda variável e as opções sobre ETFs de renda variável com um lote padrão igual a 1 (antes o lote padrão era de 10 unidades).

BDRs Nível II ou III terão um lote padrão igual a 1 (antes o lote padrão era de 100 unidades).

mudança bdr

E essas são apenas algumas de várias outras mudanças que já estão acontecendo graças a desburocratização do nosso sistema.

Ah, a sua prova não muda nada por enquanto, beleza? 

As alterações começarão a valer nas provas da ANBIMA apenas 6 meses após a implementação das mudanças, ou seja, depois do dia 29/03/2021, enquanto na prova da ANCORD o prazo é de 90 dias (26/12/2020). 

Agora que você já entendeu o que são as BDRs e alguns de seus conceitos técnicos, vou levantar uma questão.

O que é melhor, investir em BDRs ou investir diretamente em STOCKs?

Espera, você nem sabe o que são Stocks?

Então continue lendo, vamos abordar esse assunto.

 

BDRs X STOCKs

bdr ou stocks

Antes da gente realizar a comparação, você precisa ter certo na cabeça o que são as Stocks.

Esse conceito vai ser facilmente entendido, basta eu traduzir a palavra Stocks, se liga.

Stocks = Ações.

Enquanto aqui no Brasil nós temos as Ações de empresas como, por exemplo, Petrobras (PETR3), lá nos Estados Unidos existem ações de empresas como a Amazon (AMZN).  

Sabendo disso, volto com o nosso ponto inicial.

Qual será o mais vantajoso, investir em BDRs ou investir diretamente nas Stocks?

 

Vantagens e Desvantagens

Bom, antes de mais nada é necessário deixar algo bem claro.

Assim como qualquer outro investimento, não existe uma resposta certa pra isso.

Cada pessoa possui limitações diferentes, e conseguir adaptar seus investimentos nessas limitações é o mais correto a se fazer.

Para isso nós vamos listar para vocês as Vantagens e Desvantagens de investir em BDRs e em STOCKS.

Vamos começar falando dos Brazilian Depositary Receipt, ok?

 

Vantagens BDRs 

  • A declaração de Imposto de Renda se torna mais fácil

Como todos nós sabemos, todos os investimentos que compõem o nosso patrimônio precisa ser declarado.

As regras para se declarar as operações realizadas em BDRs é a mesma para as operações realizadas com as ações brasileiras, isso facilita bastante.

 

  • Não precisa Fazer Remessa do Dinheiro:

Você consegue investir em BDRs no mesmo lugar onde você investe nas suas ações.

Isso facilita bastante, pois não vai ter a dificuldade de pesquisar corretoras gringas e entender todos os processos envolvidos.

 

Desvantagens BDRs

  • 5% do dividendos pagos são retidos pelo custodiante da BDR:

 Assim como as empresas aqui no Brasil, as companhias estrangeiras também fazem o pagamento de dividendos.

Quando você investe em BDRs, uma parte desse dividendo pago fica com a instituição que está realizado a custódia da ação.

Exemplo, se a empresa distribuiu R$ 50 em dividendos, 5% ficará com a instituição, no caso R$ 2,50.

 

  • As BDRs possuem uma baixa Liquidez:

Quando falamos de liquidez, vamos entender como é fácil o seu ativo virar dinheiro, fechou?

As negociações dentro do mercado de BDRs não são tão altas e isso faz com que o preço justo do mercado possa ficar “distorcido”.

Mas por causa das alterações realizadas pela CVM em relação a chegada dos investidores não qualificados dentro desse mercado e as alterações dos lotes mínimos para negociação, o volume de operações pode aumentar bastante.

Vamos falar das STOCKS agora!

 

Vantagens STOCKs

  • Muito mais Opções de Investimento:

Se compararmos a quantidade de ativos disponíveis dentro das BDRs com os existentes nas bolsas estrangeiras, vamos perceber que a quantidade é muito diferente.

Vamos usar o mercado norte americano como exemplo, ok?

Lá fora, no principal índice americano de ações, existem por volta de 3.000 ações disponíveis para negociação.

Quando falamos de BDRs, existem por volta de 533 BDRs norte americanos disponíveis para investimento aqui no Brasil, sem contar que praticamente 10% deles não possuem tanta liquidez. 

 

  • Você vai Dolarizar o seu Patrimônio:

Não é segredo para ninguém que o Dólar a moeda mais forte do mundo, e ter uma parte do seu patrimônio atrelado a moeda norte americana é essêncial.

Pelo simples fato de você enviar seu dinheiro para uma corretora americana, você já vai estar exposto em dólar.

 

Desvantagens STOCKs

  • É necessário se atentar na declaração de Imposto de Renda:

Enquanto essa parte é uma vantagem nas BDRs, aqui nas Stocks se torna uma desvantagem.

Isso se dá pelo fato de que declarar os seus investimentos no exterior possui um caminho um pouco diferente do que declarar os investimentos no Brasil.

Mas não se preocupe, existem corretoras especializadas em entregar todos os relatórios de IR de forma correta e com o passo a passo para você declarar seus investimentos aqui no Brasil, beleza?

 

  • Custo de Remessa:

Para você mandar seu dinheiro para o exterior, você sofrerá um Spread Cambial.

Agora que listamos algumas vantagens e desvantagens das BDRs e STOCKs, você pode decidir qual melhor se encaixa na sua atual realidade.

Se for preciso, entre em contato com algum especialista em investimento para te auxiliar nessa jornada.

 

Tributações em BDRs

tributação bdr

Eu entendo que esse não é um dos assuntos mais agradáveis, mas precisamos falar sobre as tributações dentro das BDRs.

De forma geral, esse assunto é bem tranquilo de se entender, vamos lá.

 

Ganho de Capital

Vamos supor que você comprou alguns BDRs aqui no Brasil, a sua tributação vai funcionar exatamente igual funciona dentro do mercado de ações, ou seja, 15% sobre o lucro.

Mas um ponto diferente, é que enquanto as ações possuem uma isenção em caso de vendas em até R$ 20.000,00, no mercado BDRs isso não existe.

Em outras palavras, se você vendeu um BDR e obteve lucro, independente do valor, você deve recolher 15% via DARF, fechou?

 

Dividendos

Esse é um dos pontos em que o investidor mais precisa prestar atenção.

Os BDRs são investimentos feitos no Brasil, porém possuem reflexos no exterior, em outras palavras, os proventos recebidos pelo investidor com os BDRs são entendidos como lucros recebidos de fonte no exterior.

Dessa forma, quando falamos de dividendos, os passos que o investidor deve seguir são:

1 – Converter o provento para moeda local (Real);

2 – Conferir a tabela progressiva de IR e ver qual valor ele pagará em cima do provento que recebeu em real. 

tabela ir

Se, por exemplo, você recebeu de um determinado BDR o valor de R$500, você estará isento, conforme tabela.

Mas no caso de recebimento acima de R$ 1.903,98, você começará a pagar. 

Viu como não é difícil?

Se lendo esse artigo até aqui você ficou com vontade de dar uma olhada em um BDR na prática, continue lendo, vou te mostrar como você pode encontrar um no Home Broker da sua corretora AGORA.

 

Como Investir em BDRs na Prática?

investir em bdr

De maneira bem simples, assim como em outros produtos de investimentos, você deve possuir uma conta em alguma corretora para ter acesso aos BDRs.

Vamos pensar nas ações por um momento.

Quando você decide comprar uma ação de uma determinada empresa, Petrobras, por exemplo, você deve possuir o seu código de negociação para encontrá-la no Home Broker, certo?

Nesse caso, você deverá colocar PETR3 para a ação ordinária da Petrobras, ou PETR4 para a ação preferencial da Petrobras.

No caso das BDRs é o mesmo sistema.

Para negociar, você deverá possuir o código de negociação da empresa que deseja investir.

Vamos usar como exemplo a empresa APPLE.

O código de negociação do seu BDR aqui na bolsa brasileira é AAPL34.

No caso, o AAPL identifica a empresa (Apple)  e o número 34 identifica que é uma BDR.

A seguir deixarei uma lista com o código de negociação de algumas BDRs e seus respectivos valores do dia que escrevo esse artigo (18/11/2020).

como investir em bdr

 

Conclusão

A desburocratização dos produtos de investimentos estão trazendo maiores possibilidades de diversificação para os investidores.

Se você chegou no fim da leitura deste artigo, certamente estará preparado para conversar com seus clientes e colegas de trabalho sobre os BDRs.

Mas não vamos parar por aqui.

Gostaria de tirar dúvidas ou deixar dicas e sugestões?

Então poste nos comentários abaixo, será um prazer falar com você.

 

0 0 vote
Article Rating
0
Tiago Feitosa

Tiago Feitosa

Graduado em Matemática, pós graduado em negócios bancários pela FAAP e pós graduando em Escola Austríaca de Economia. Possui certificação CEA e AAI. Se dedica a ajudar cada vez mais pessoas a se capacitarem profissionalmente.

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp
Share on telegram
Share on facebook

Deixe um Comentário:

guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments

Você também pode se interessar por: