Como Começar a Estudar Sobre Investimentos para Atuar na Área

O mercado financeiro pode parecer muito complicado para quem ainda entende pouco. Estudar sobre investimentos é muito importante para quem deseja entrar nessa área, pois requer bastante conhecimento técnico.

Porém, são tantas informações que, muitas vezes, você pode ficar perdido. Mas calma, também não é nenhum bicho de sete cabeças, ok? Com um direcionamento certo é muito mais fácil entender como funciona e o que é preciso para começar a trabalhar com isso.

Fica aqui que eu vou te explicar!

Como estudar sobre investimentos?

Você certamente já está acostumado a escutar sobre o mercado financeiro: quase todos os dias os jornais falam sobre queda ou alta da bolsa, negociações de câmbio e outras questões que envolvem esse universo.

Mas, para quem realmente se interessa no assunto e quer se profissionalizar, isso é só a ponta do iceberg. Então, preparei essas dicas para começar a estudar sobre investimentos!

Entenda o que é mercado financeiro

Esse termo é muito popular, mas você sabe, de fato, o que é mercado financeiro? Trata-se de um campo intermediário entre compradores e vendedores que desejam negociar ativos financeiros.

Países com economia de livre mercado criam seus próprios ambientes para que os negociadores possam se encontrar e exercer esse papel de forma segura e sem grandes intervenções. No Brasil, o principal deles é a Bolsa de Valores de São Paulo.

Estude todos os tipos de investimentos

Pense agora, de cabeça, quantos tipos de ativos você conhece? Acredite, se você ainda está começando a estudar sobre investimentos, provavelmente se esqueceu de alguns deles. E está tudo bem, você ainda está começando!

Primeiramente, eles se dividem em duas vertentes:

  • renda fixa: com prazos e rentabilidade definidos antes mesmo de começar a investir, é possível fazer uma previsão bem mais precisa sobre o retorno que terá até o término;
  • renda variável: são imprevisíveis e são regulados por inúmeros fatores que podem influenciar no tipo de retorno que irá oferecer.

As principais categorias são:

  • ações: uma porcentagem de uma empresa, que faz com que o investidor se torne sócio com participações de lucro;
  • títulos públicos: certificados de dívidas emitidos pelo governo federal, com o objetivo de fazer um financiamento dessa quantia;
  • CDB e RDB: ambos são empréstimos que os compradores fazem aos bancos, sendo o primeiro com possibilidade de renegociar o prazo e o segundo, não;
  • debêntures: empresas que precisam fazer uma captação de recursos de médio a longo prazo fazem a emissão de títulos para pagá-los de volta com juros;
  • LC: Letras de Câmbio, que acontece por meio da negociação de moedas estrangeiras;
  • LCI: Letras de Crédito Imobiliário, essencial para quem deseja entrar no financiamento de imóveis;
  • LCA: Letras de Crédito do Agronegócio, similar ao anterior, mas com o financiamento voltado para atividades agrícolas;
  • fundo de investimento: compartilhamento de recursos em um só lugar para aumentar a lucratividade, com a divisão feita de acordo com o investimento de cada um;
  • commodities: investimento em insumos naturais, que podem ser minerais ou elementos agrícolas.

Acompanhe as notícias para estudar sobre investimentos

Quando se trata de estudar sobre investimentos, é importante não apenas conhecer cada um deles, como funcionam, se são de renda fixa ou variável, de alto ou baixo risco, entre outras coisas. 

É preciso, também, ficar muito atento aos noticiários, conversar com outras pessoas do meio e conhecer a fundo o segmento que você se especializar.

“Como assim, o que isso tem a ver?” Bom, vou te explicar com um exemplo bem prático: crises econômicas. Você sabe por que elas acontecem?

A última grande crise dos Estados Unidos ocorreu em 2008 quando houve um estouro na bolha do setor imobiliário no país. Já parou para pensar que os efeitos foram especialmente graves para aqueles que investiam em imóveis?

Ou ainda, supondo que você se interesse por commodities. Acompanhar o avanço das políticas de comércio exterior e notícias sobre relações internacionais devem fazer parte do seu dia a dia. 

Para ficar mais claro: se os maiores compradores de soja do Brasil rompem relações, quais os efeitos para quem investe nela? É importante acompanhar esse diálogo para saber até que ponto os impactos podem acontecer.

Conheça os tipos de áreas de atuação

Atuar na área de investimentos é um conceito muito amplo. O que, exatamente, você quer fazer? As principais carreiras no mercado financeiro são:

  • Analista de Investimento: responsável por fazer análises e fazer projeções sobre o futuro dos ativos;
  • Agente Autônomo de Investimentos (AAI): auxilia clientes no processo de escolha de investimentos, explicando tudo o que é necessário antes de começar;
  • Gestor de Compliance: fiscaliza se os procedimentos estão sendo cumpridos de forma correta para evitar golpes e fraudes no mercado financeiro.

Agora que já sabe como começar a estudar sobre investimentos, leia o blog da T2 Educação para entender o que é preciso para se profissionalizar!

0 0 vote
Article Rating
0
Tiago Feitosa

Tiago Feitosa

Graduado em Matemática, pós graduado em negócios bancários pela FAAP e pós graduando em Escola Austríaca de Economia. Possui certificação CEA e AAI. Se dedica a ajudar cada vez mais pessoas a se capacitarem profissionalmente.

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp
Share on telegram
Share on facebook

Deixe um Comentário:

guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments

Você também pode se interessar por: