Desenvolvimento na Carreira Financeira — Quais São os Caminhos Possíveis?

Não importa se você já trabalha ou quer trabalhar com investimentos e economia. O desenvolvimento na carreira financeira é muito importante para crescer no mercado, e pode gerar algumas dúvidas. Isso porque existem muitas possibilidades para seguir, tanto para se manter em uma profissão quanto para pular para outras. E sim, eu sei que, às vezes, é difícil escolher, meu nobre gafanhoto! Por isso, eu fiz este artigo para tentar te ajudar, beleza? Leia até o final e veja qual pode ser o seu próximo passo no mercado!

Desenvolvimento na carreira financeira — trabalhar em banco

Quem manja dos paranauês sabe que uma das principais trajetórias para alguém que começa seu desenvolvimento na carreira financeira é, provavelmente, buscar trabalhar em banco. Vestir o terno e correr atrás dessa ideia é uma boa opção para quem está começando. É ótimo para conseguir experiência (algo muito importante no mercado financeiro) e entender os produtos e as dinâmicas de investimento aos poucos. Essa é a sua escolha? Então você precisa se mexer e buscar as suas certificações ANBIMA, meu nobre gafanhoto! Eu recomendo fortemente começar pela CPA-10. Até porque, hoje em dia ela é quase obrigatória para qualquer um que trabalha ou quer iniciar uma carreira no banco. Depois disso, vale partir para a CPA-20 e então a CEA, para você ser realmente um especialista e mostrar que manja dos paranauês com tudo isso carimbado lá no seu currículo, beleza?

Carreira de AAI

Uma outra opção de desenvolvimento na carreira financeira é apostar na profissão de agente autônomo de investimento. Para isso você vai precisar passar no exame da Ancord. Se você não sabe o que faz um AAI, basicamente ele é a pessoa que trabalha na parte de relacionamento com os clientes em uma corretora de valores Um detalhe que vale falar aqui é que decidir ser um AAI não significa nunca trabalhar no banco ou nunca ter trabalhado com isso, sacou? Muita gente muda de carreira para tentar novos ares, outras ideias, e buscar essa rotina de agente autônomo é uma boa maneira de ter mais liberdade e não sair do mercado. Inclusive, você pode aproveitar toda a experiência conseguida para ajudar os clientes a aumentar a rentabilidade. Além disso, se você quiser atuar em outras áreas da corretora, como analista ou gestor, também é possível! Porém, para isso você precisa de certificações específicas como a CNPI (para analistas) e a CGA, também da ANBIMA, (para gestores). Gostou de saber mais sobre as possibilidades de desenvolvimento na carreira financeira? Aproveite para conhecer nossos cursos preparatórios para as certificações e confira mais artigos sobre esse tema aqui, no blog da T2 Educação!
Tiago Feitosa
Tiago Feitosa

Graduado em Matemática e pós graduado em negócios bancários pela FAAP. Possui as certificações CPA10, CPA20, CEA e AAI, além disso é Consultor de Valores Mobiliários credenciado na CVM. Se dedica a ajudar cada vez mais pessoas a se capacitarem profissionalmente.

Compartilhe!

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no email
guest
0 Comentários

Você também pode se interessar por

COMPARTILHE!

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram