Ilusão de Controle – Descubra o que é esse viés cognitivo

Há uma frase que é muito usada no mercado financeiro, ela diz o seguinte: “rentabilidade passada não é garantia de rentabilidade futura”.

Mesmo sendo um conceito já bem estabelecido no mercado, o que mais vemos no dia a dia do mercado de capitais é exatamente o oposto, pessoas que através do uso de dezenas de ferramentas com milhares de informações acreditam que podem antecipar o futuro, acham que pode descobrir exatamente como a economia vai andar nos próximos anos, acham que podem antecipar com precisão a taxa de juros de diversas economias, como estará o preço do dólar, do euro, da libra e do real nos próximos tempos.

 

Embora a gente consiga entender de forma básica como os mercados se comportam usando informações e diversas ferramentas de análise, é muita presunção acreditar que podemos antecipar o futuro, e pior, muitos ficam frustrados de tal forma quando (na maioria das vezes) não conseguem ter o resultado que julgava ser quase uma ciência exata, que simplesmente abandoam uma estratégia, um trabalho, e até uma filosofia de vida só porque tudo não andou como a previsão delas havia ordenado.

controle

Conceito da Ilusão do Controle

A ilusão de controle é um viés cognitivo, ela acontece devido a tendência de nós seres humanos acharmos que conseguimos controlar tudo a nossa volta, temos a tendência de achar que podemos influenciar e controlar todas as situações por mais aleatórias e inesperadas que elas possam ser.

 

Estude para o CFP com o curso preparatório da T2, temos especialistas prontos para te ajudar rumo a sua certificação.

 Ilusão do Controle e o Excesso de Confiança

O século XXI é um livro digital, nunca o ser humano teve acesso de forma tão facilitada a uma quantidade quase infinita de informações. Em resultado a isso, por muitas vezes somos levados a achar que por conta da quantidade de informações que temos sobre algum assunto, podemos prever e controlar todos os cenários que vierem em consequência de nossos atos.

O excesso de confiança devido a quantidade absurda de informação disponível que temos, potencializa a influência da ilusão de controle em nosso dia a dia. O complicado disso é que, por mais informação que possamos ter, essa quantidade toda de informação é sobre algo que já aconteceu, ou no máximo, está acontecendo. Toda essa tecnologia que temos ainda não é o suficiente para nos dar informações a respeito do que irá acontecer no futuro.

 

O viés de ilusão de controle no mercado financeiro

Pense na seguinte situação, vamos tentar antecipar qual vai ser a direção das taxas de juros do Brasil. Hoje no Brasil nós temos várias ferramentas que nos ajudam a projetar o que vai acontecer com os juros domésticos. Temos por exemplo o DI Futuro, o Relatório Focus divulgado pelo Banco Central que se baseia em pesquisas feitas com alguns agentes do mercado financeiro e temos também a curva de juros dos títulos públicos federais.

Essas fontes de informação nos falam basicamente a mesma coisa. Embora os métodos de apuração sejam diferentes, no fim todas elas falam da mesma coisa: qual está sendo a expectativa do mercado, ou seja, das pessoas.

Baseado nesse cenário podemos ver como a ilusão de controle age. Um investidor pode pensar que olhando essas diversas fontes de informação, vai conseguir tomar uma decisão de forma mais assertiva do que se olhasse apenas uma. Isso, porém não poderia ser mais ilusório, porque todas as informações estão dizendo a mesma coisa só que de modos diferentes, elas estão refletindo a expectativa do mercado e não um fato a respeito do futuro.

Qualquer coisa diferente que ocorra no mercado tanto brasileiro quando algo externo que possa influenciar aqui em nosso país (os Estados Unidos ou a União Europeia diminuindo sua taxa de juros por exemplo), pode mudar totalmente a dinâmica de nosso mercado. Em outras palavras, o que quero dizer é que ter informação demais nem sempre leva a alguma coisa.

Pense agora nos traders, eles buscam inúmeros tipos de informação, assinam revistas de finanças, compram análises de casas de research, usam três ou quatro monitores mostrando diversos mercados, colocam suas 3 tv’s ligadas em canais de notícias diferentes, tudo com o intuito de saber o que está acontecendo e com base nisso tomar uma decisão de onde e como operar na bolsa.

Pense na principal característica de todas essas informações que estão sendo distribuídas por diversas fontes, todas elas refletem dados do passado, algo que já aconteceu ou no máximo está acontecendo agora, na prática isso pode até fazer alguma diferença, mas ainda assim, é uma diferença marginal, afinal não somos oniscientes.

Não estou querendo dizer com isso que não devemos buscar nenhum tipo de informação, de forma alguma, devemos sim estar o máximo preparados possível, porém, excesso de informação não dá garantia de nada a não ser levar à ilusão de controle, e com a ilusão de controle somos levados ao excesso de confiança e se estamos sob o viés de excesso de confiança, somos levados a correr riscos desnecessários excessivos, podendo nos dar grandes prejuízos.

 

Evitando cair na Ilusão de Controle

A primeira coisa a se fazer é ter em mente que o viés da ilusão de controle existe e todos nós somos afetados por ele, ou seja, ser sincero consigo mesmo e aceitar que nem tudo está sob seu controle já é um grande passo.

Seja mais seletivo com as informações que venha a obter, quantidade não é sinônimo de qualidade, além disso busque as informações que possa contradizer sua primeira ideia, assim você evita cair em outro viés que é o excesso de confiança.

 

 

Espero que tenha gostado desse artigo, fico por aqui. Até mais!

Compartilhe!

guest
1 Comentário
AIRTON DIRCEU LEMMERTZ

Interessante.
🙂

Você também pode se interessar por

COMPARTILHE!

Acesso Rápido