Matemática Financeira: O Que É e Para Que Serve?

Muitas pessoas pensam que a matemática financeira é um conhecimento restrito à graduação de ciências exatas ou às pessoas que trabalham com o setor financeiro, mas isso não é verdade. Esse tema também está muito presente em diversos momentos da nossa vida pessoal.

Com certeza você já recebeu um desconto ao realizar uma compra à vista ou sofreu com juros ao comprar algo parcelado, não é mesmo?

São em cenários do cotidiano como esse que percebemos o impacto da matemática financeira e entendemos a sua importância.

Quer saber mais detalhes sobre esse assunto e entender como ele funciona na prática? Então, vem comigo!

O que é matemática financeira?

A matemática financeira é a área responsável pelos cálculos direcionados à organização e ao controle do dinheiro, seja ele pessoal ou pertencente a uma empresa.

Ela é composta por alguns conceitos básicos, como:

Para que serve matemática financeira?

O principal objetivo da matemática financeira é garantir que as pessoas tenham a habilidade para realizar operações financeiras comuns do cotidiano de forma eficiente. Assim, poderão analisar cada circunstância e decidir quais as melhores formas de utilizar o dinheiro para alcançar seus objetivos sem prejudicar a situação econômica.

Alguns exemplos de cenários individuais (vida pessoal) e coletivos (empresarial) onde é necessária a aplicação desse conhecimento são:

  • organização de finanças;
  • investimentos e aplicações;
  • empréstimos;
  • negociação de dívidas;
  • precificação de produtos e serviços;
  • avaliação da margem de lucro.

Quer alguns exemplos práticos para entender melhor? Confira:

Aplicação na vida pessoal

Vamos imaginar que você deseja comprar um imóvel novo mas não tem a quantia suficiente para realizar o pagamento à vista, ou seja, será necessário contratar um empréstimo ou financiamento.

Neste caso, você precisará de muita organização para entender o impacto que as prestações terão no seu orçamento pessoal e evitar problemas financeiros no futuro. Para isso, os conhecimentos básicos de juros, por exemplo, serão extremamente úteis.

Um segundo exemplo, muito mais utilizado diariamente e um pouco mais simples, é a compra de um produto em uma loja.

Imagine que você deseja comprar um novo notebook para trabalhar em casa, então realiza uma pesquisa sobre os diferentes modelos e lugares e encontra um valor mais em conta. 

Ainda assim, você deseja tentar diminuir o gasto que terá com essa aquisição, então pede um desconto ao vendedor e ele oferece 5% e te apresenta a possibilidade de parcelar sua compra em 10x com juros.

Neste caso, a matemática financeira te ajudará a:

  • saber o valor do desconto que você terá;
  • entender o aumento no valor total que o produto sofrerá com as parcelas com juros;
  • definir se vale mais a pena comprar o produto com as parcelas com juros ou esperar mais um tempo e juntar esse dinheiro para comprar à vista.

Aplicação na vida profissional

Mas e no cenário empresarial, como utilizamos a matemática financeira?

Um bom exemplo disso é o fluxo de caixa. É por meio dele que os profissionais responsáveis pelas finanças de uma empresa podem controlar a entrada e a saída do dinheiro da companhia.

Com as despesas, receitas e lucros controlados, os gestores conseguem identificar como está a saúde financeira do negócio e criar planos para manter os bons resultados ou melhorar aqueles que estão abaixo do desejado.

Como você viu, a matemática financeira é extremamente útil para evitar prejuízos em relação ao dinheiro pessoal ou de uma empresa. É por meio de conceitos e fórmulas desse estudo que conseguimos fazer os cálculos e análises que ajudam na realização de empréstimos, negociações e investimentos de forma adequada.

E por falar em matemática financeira, que tal conhecer um pouco mais sobre calculadora financeira e como usá-la para garantir os melhores resultados? 

Compartilhe!

guest
0 Comentários

Você também pode se interessar por

COMPARTILHE!

Acesso Rápido