PU x Marcação a Mercado: entenda as diferenças

Marcação a Mercado é a atualização do preço de um ativo de renda fixa. Isso também ocorre com atualização da cota de um fundo de investimento.

Preço Unitário (PU) é o preço de um ativo em uma determinada data.

O que é Preço Unitário (PU)?

Já vimos no começo deste artigo que PU é o preço unitário de um título ou ativo em uma determinada data. Mas o que isso significa na prática?

Quando o investidor faz um investimento no mercado, ele compra um título. E como tudo o que a gente compra nesta vida tem um preço, não é diferente com títulos de investimento. O PU (Preço Único) nada mais é do que o preço do título no momento do investimento.

preço unitário marcação a mercado
“Tudo o que a gente compra nesta vida tem um preço”, disse este que vos escreve.

Um exemplo bem fácil para entender o Preço Unitário é o caso dos títulos pré-fixados emitidos pelo Tesouro Nacional, ou LTN. Este título sempre tem um valor de face de R$ 1.000,00. Isto é, no seu vencimento esse título tem um valor de R$ 1.000,00. Naturalmente, para que o investidor ganhe dinheiro ao comprar esse título, ele será negociado por um valor menor do que R$ 1.000,00

O LTN sempre é negociado com deságio. Ou seja, ele é vendido por um valor menor do que o valor de face, sendo negociado com desconto. Imagine que o valor negociado do título hoje seja R$ 500,00. O valor negociado hoje é o PU, ou seja, R$ 500,00 é o preço unitário deste título na data da negociação.

Como definir Marcação a mercado?

Lá no início do artigo eu defini Marcação a Mercado como a atualização do preço de um ativo de renda fixa ou da cota de um fundo de investimento.

Na prática, a Marcação a Mercado é quando você calcula o preço de todos os ativos que estão na carteira de um fundo de investimentos ou na carteira do investidor pelo preço que eles seriam negociados hoje.

Vamos considerar o exemplo da LTN e dos títulos pré-fixados, que têm desconto sobre o seu valor de face. Quando você calcula o valor presente deste título, você está, na verdade, marcando a mercado o valor daquele título.

Ou seja, sempre que você traz o valor de um título ao seu valor presente para negociação, você está fazendo marcação a mercado.

Qual a diferença entre PU e Marcação a Mercado?

Uma dúvida recorrente no mercado financeiro é se PU é a mesma coisa que Marcação a Mercado.

A resposta é um belo NÃO. Você percebeu isso nas explicações de cada um deles acima, né?

Porém, para saber o Preço Unitário (PU) de um título, é preciso marcar a mercado o valor deste título. Isso o traz ao valor presente para ser negociado. Logo, a marcação a mercado serve também para encontrar o PU de um título.

Embora sejam coisas distintas, são temas que andam sempre muito próximos, um ajudando o outro nos cálculos em negociações.

Marcação a Mercado na ANBIMA

Se você vai prestar alguma prova da ANBIMA, fique atento: o assunto de Preço Unitário (PU) não cai na prova da CPA-10, mas marcação a mercado, sim. Na CPA-20 os dois temas caem na prova, portanto é bom estar preparado.

Se você quiser estudar de um jeito diferenciado e ter sua certificação em 15 dias ou menos, acesse nosso site para conhecer a Passar na CPA. Ficaremos muito felizes de te ajudar!

Gostou deste artigo? Siga a gente nas redes sociais e descubra conteúdos exclusivos!

Passar na CPA no Instagram.
Passar na CPA no Facebook.
Passar na CPA n YouTube.

E, claro, nosso site.

0

Compartilhar este post:

Deixe o seu comentário!