Reforma da Previdência Social — Como Funciona a Nova Previdência?

A Reforma da Previdência é um assunto que está no radar de muitas pessoas, e a maioria delas não entende direito como fará para se aposentar, não é mesmo?

Fique calmo. Há salvação, e você ainda poderá escolher!

As alterações propostas pelo governo mudaram um pouco o que você precisa fazer para se aposentar com certa tranquilidade e aproveitar o merecido descanso após tantos anos de trabalho.

Quer se aposentar? Veja as possibilidades!

 

Quais são as alternativas para se aposentar dentro da Reforma da Previdência?

Entre as propostas da Reforma da Previdência, uma das mais discutidas aponta que o trabalhador tem algumas opções de regras para se aposentar, e pode escolher aquela que for mais conveniente para sua situação.

Vale lembrar, também, que tudo o que falamos aqui só valerá a partir da promulgação da reforma, ok?

Aposentadoria por idade mínima

Quando a gente vai ficando mais velho, é normal querer descansar. Ou pelo menos espero que seja esse o seu caso (porque eu sou jovem e tem dia que não me aguento acordado). Caso você queira se aposentar por idade mínima, as regras são as seguintes:

  • 56 anos para as mulheres e 60 para os homens;
  • a cada ano, as idades são elevadas. O limite é de 62 anos para as mulheres e 65 para os homens, e será atingido em 2031 e 2029, respectivamente;
  • a transição é de 10 anos para os homens e 12 para as mulheres.

Processo de pontos (86/96)

O famoso 86/96 se refere diretamente à soma da idade ao tempo de contribuição (86 e 96 anos de idade). Os números valem para o benefício integral.

No caso dos homens, valem os 96 anos, enquanto 86 é a idade aplicada para as mulheres contribuintes.

A cada ano, assim como no caso da nova transição proposta na Reforma da Previdência para idade mínima, o valor aumenta um ponto (um ano de idade). O limite é de 100 para as mulheres, e 105 para os homens.

Por tempo de contribuição

Esta é a que mais pode gerar problemas ao contribuinte, pois ele terá que receber menos em troca de uma aposentadoria mais rápida. Isso porque, caso queira utilizar essa opção nos dois primeiros anos, um valor específico será abatido da aposentadoria.

O tempo é de 35 anos de contribuição para homens e cinco a menos para as mulheres. É necessário também atender às regras de idade mínima. Vale apontar que, para os professores, há uma redução de cinco anos.

Existe também a possibilidade do pedágio de 50%. Ou seja, um homem com 34 anos de contribuição poderá se aposentar pelo fator previdenciário e não sofrer o abatimento. Para isso, será necessário contribuir um ano e meio (6 meses de pedágio a mais).

Confira os outros artigos da T2 Educação e fique por dentro das novidades!

0

Compartilhar este post:

Deixe o seu comentário!