Saiba O Que É Deságio E Como Calcular

Não tem para onde fugir: alguns termos do mercado financeiro são fundamentais para quem quer atuar com investimentos. Entre esses, o conceito de deságio é um dos mais importantes. É ele quem vai te guiar na hora de comprar e vender produtos financeiros. 

Neste artigo, eu te explico, de um jeito simples, o que é deságio e te dou alguns exemplos de quando isso acontece. Continue lendo!

O que é deságio?

Deságio, no mundo dos investimentos, é a diferença positiva entre o valor nominal de um ativo e o valor que efetivamente foi pago na sua compra. Ou seja, é quando um investidor compra um produto financeiro por um preço menor do que foi estabelecido de início.

Para entender melhor, vamos voltar à premissa básica do mercado financeiro: para lucrar, é necessário comprar por menos e vender por mais. Vários motivos podem ser responsáveis por essas oscilações. Cabe ao bom investidor fazer a leitura do cenário para entender se está na hora de vender ou comprar ativos.  

Aqui, entram os conceitos de ágio e deságio. Enquanto o valor pago for menor do que o nominal, a operação está em deságio. Quando o preço for maior do que o nominal, está em ágio. Quando os dois são equivalentes, dizemos que a negociação está “ao par”. 

Se ainda ficou meio confuso, calma lá que eu tenho alguns exemplos que vão te ajudar a entender. 

Deságio em títulos públicos

Imagine que você comprou um título de preço pré-fixado no Tesouro Direto. O vencimento desse ativo é daqui a 24 meses, mas, antes desse período, você precisa vendê-lo.

Nesse caso, o Tesouro se compromete a recomprar o título, mas pagando um pouco menos do que você. Sendo assim, você está vendendo em ágio (por mais do que o valor nominal) e o Tesouro está comprando em deságio (por menos do que o valor nominal). 

Deságio em ações

Os conceitos de ágio e deságio são fundamentais para aplicar na bolsa, uma vez que as oscilações por lá acontecem muito rápido. 

Pense que há alguns meses você vem observando uma determinada empresa. As ações dessa companhia estão custando R$ 10. Em determinado momento, contudo, após uma notícia ruim, esse valor cai para R$ 8. 

Você aproveita essa queda e compra alguns ativos. Depois de meses, o valor da ação volta a subir. Isso significa que você adquiriu o produto em deságio (por um valor menor do que o nominal). 

Deságio em participações societárias

Aqui, a lógica é a mesma. Caso você adquira parte de uma sociedade por um valor e, depois de um tempo, ela passe a valer mais, você está em deságio. Isso significa que, na hora da compra, você pagou menos do que ela fala hoje. 

Em termos gerais e bem simples, o deságio é o lucro que se obtém a partir de uma operação financeira. Sendo a rentabilidade o objetivo final de toda transação desse tipo, já dá para imaginar porque é tão importante entender esse conceito, não é? 

Por que é importante entender deságio?

Entender o que é deságio dentro do contexto do mercado financeiro é fundamental para traçar estratégias de investimentos mais assertivas e evitar perdas. 

Por exemplo, volte a imaginar o caso da empresa na bolsa de valores. Pense, agora, que a ação que valia R$ 10 e você comprou por R$ 8, ao invés de valorizar, continuou em queda. Nesse caso, você teria pago mais do que ela vale de fato, fazendo uma operação em ágio. 

Conseguir prever e ler essas oscilações é o que garante o sucesso de um bom investidor. Para facilitar essa missão — que, cá entre nós, não é nada simples, existe uma fórmula. Veja a seguir quais são os cálculos para quantificar deságio. 

Como calcular o deságio?

Existem duas formas de fazer o cálculo de deságio, dependendo do tipo de produto financeiro do qual estamos falando. 

Para cálculo de deságio em títulos de renda fixa, a fórmula é um pouco complexa:

VP = P / (1+taxa) (prazo / período da taxa)

Nessa equação:

  • VP = valor presente do recebível líquido de juros;
  • P = valor do recebível;
  • Taxa = taxa de juros expressa ao mês ou ao ano;
  • Período da taxa = número de dias que a taxa é expressa.

O resultado será um valor em reais. Se ele for positivo, significa deságio (lucro). Se for negativo, significa ágio (perda). 

No caso de ações e participações societárias, o cálculo é bem mais simples:

Deságio = Preço por ação / VPA

Nessa fórmula, VPA é referente ao Valor Patrimonial da Ação. 

Caso o resultado seja menor do que 1, o preço de mercado está em deságio, podendo representar um bom momento para a compra de um ativo. Se o resultado for igual a 1, o preço está igual ao de mercado. Por fim, se for maior, a ação está em ágio.

Entender o que é deságio e saber fazer a leitura de mercado para prever essas oscilações é fundamental para quem deseja ser um planejador financeiro.

Veja neste artigo o que você precisa para tirar sua certificação de planejador financeiro

Compartilhe!

guest
0 Comentários

Você também pode se interessar por

COMPARTILHE!

Acesso Rápido