SELIC Meta x SELIC Over: como diferenciá-las?

A taxa SELIC tem como objetivo precificar o dinheiro e controlar a inflação no Brasil. A sigla significa Sistema Especial de Liquidação e Custódia. Ela é, a grosso modo, um sistema computadorizado utilizado pelo governo, criada pelo Banco Central do Brasil, para controlar a emissão, compra e venda de títulos.

Você sabe qual é a diferença entre a SELIC Meta e a SELIC Over?

Não existe um brasileiro que não tenha ouvido sobre esta taxa ao menos uma vez na vida. Se você acha que nunca ouviu, se pergunte quantas vezes, em uma conversa com amigos, alguém não soltou “vocês viram no jornal nacional que os juros aumentaram de novo?”.

 

Juros, inflação e taxa SELIC
Uma cena bem conhecida do brasileiro.

Pois bem, esses juros são, literalmente, alterações na taxa. Entenda a seguir os detalhes e diferenças entre Meta e Over.

 

A Taxa SELIC Meta

Oito vezes ao ano, o Governo, através do Banco Central, estipula a taxa na qual os títulos públicos dos bancos serão negociados. Esta é a taxa chamada de Meta. O COPOM (Comitê de Política Monetária) regula esta taxa, fazendo alterações periódicas. Mas por que SELIC Meta?

O objetivo é que os Títulos Federais sejam negociados com taxas próximas à taxa SELIC ou com taxas menores do que a meta, daí o nome escolhido. A Taxa Meta é a principal taxa de juros da nossa Economia, é ela que regula todas as outras taxas. Quando a Meta sobe, o custo do dinheiro aumenta, os investimentos são desestimulados na Economia, refletindo sobre a geração de empregos e outros parâmetros da Economia.

O importante é saber que, todas as vezes que o Governo altera a Taxa SELIC, ele sempre está se referindo à Taxa SELIC Meta. Ela pode ser, por exemplo, 12% ao ano, que só pode ser alterada através de outra reunião do COPOM. Ou pode seguir o viés, de acordo com o que foi estabelecido pelo Banco Central.

 

A Taxa SELIC Over

Agora que entendemos o que é a SELIC Meta, vamos aos detalhes da Taxa SELIC Over.

Over é a média ponderada de todas as operações feitas no Sistema SELIC, lastreadas em Títulos Públicos Federais com prazo de 01 dia. A palavra Over vem de Overnight. Isso era um tipo de investimento que o investidor fazia por 1 dia, na época em que a inflação no Brasil era galopante, muito antes do Plano Real.

E então você deve estar se perguntando: o que quer dizer “lastreadas em Títulos Públicos Federais?” É simples! No sistema interfinanceiro, os bancos negociam dinheiro entre si, através de CDI, por exemplo. Normalmente, a garantia oferecida é composta por Títulos Públicos Federais que o banco possui em sua carteira. Isso é lastro!

Quando as operações são feitas (lastreadas) com Títulos Públicos Federais como garantia, gera-se uma taxa. Essa taxa é a Taxa Over.

 

Principal diferença entre SELIC Meta e SELIC Over

Historicamente, no Brasil, a taxa Meta é sempre 0.10 ou 0.11 maior do que a Over. Por exemplo: se a Meta estiver a 7,50%, a Over estará consequentemente a 7,40%. Mas o que isso significa na prática?

Os títulos federais negociados pelo Tesouro Nacional, pelas instituições financeiras e pelo Banco Central tomarão como base a taxa SELIC Over. Isso fará com que as negociações alcancem valores mais baratos.

Porém, se essas instituições financeiras precisarem pegar dinheiro emprestado com o Banco Central via Redesconto (uma política monetária de controle), a negociação é feita em cima da taxa Meta, esta 0.10 maior do que a Over, como forma de “penalidade” à instituição.

Pra não esquecer!

A SELIC Meta é a taxa estabelecida pelo COPOM e é ela que regula a nossa Economia, alterando os juros diretamente ao consumidor.

A Over, por sua vez, é a taxa média ponderada de todas as transações feitas no Sistema SELIC lastreadas em Títulos Públicos Federais. Ela é estabelecida pelo próprio mercado com base em suas transações internas (entre instituições financeiras e Banco Central).

Gostou do artigo e quer saber mais sobre esse e outros assuntos que caem nas provas da ANBIMA? Baixe agora mesmo nosso e-book com “7 passos para ser aprovado na ANBIMA” e esteja ainda mais perto de conseguir a sua certificação!

Você também encontra a gente no YouTube, Facebook e no nosso site.

Até mais!

2+
Tiago Feitosa

Tiago Feitosa

Graduado em Matemática, pós graduado em negócios bancários pela FAAP e pós graduando em Escola Austríaca de Economia. Possui certificação CEA e AAI. Se dedica a ajudar cada vez mais pessoas a se capacitarem profissionalmente.

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp
Share on telegram
Share on facebook

Deixe um Comentário:

12

avatar
newest oldest most voted
Lucas
Visitante
Lucas

Parabéns, ótimo texto!

0
Jessica
Visitante
Jessica

Adorei a análise mas vale mas a pena investir na taxa Selic por meio de bancos ou por meio de corretora de valores😁

0
Ruy Galvão
Visitante
Ruy Galvão

Oi, Jéssica! Realmente, investir em uma renda fixa que usa a Selic como benchmark é um dos jeitos mais tradicionais de investir no nosso país. Muito obrigado pelo comentário 😉

0
Letícia Reis
Visitante
Letícia Reis

Gostei muito das informações, elas agregaram muito. Foram claras e assertivas, obg

0
Ruy Galvão
Visitante
Ruy Galvão

Muito obrigado você pelo comentário, Letícia!

0
Mario
Visitante
Mario

Sobre os índices de remuneração da poupança. Se a Lei especifica que a remuneração da poupança é de 70% da taxa selic meta e esta estando, enquanto estiver abaixo dos 8,5%, agora em 6% ao ano, a poupança não deveria pagar 0,70×0,060= 0,0042 ? Por que a poupança até agora pagava 0,003715?
ou a taxa selic meta é diferente da taxa de 6% ao ano?

0
Mario Sanches Martinez
Visitante
Mario Sanches Martinez

Por que a poupança paga só 0,003715 se a lei especifica 70% da taxa selic? Não deveria pagar 0,004550?

0
Mario Sanches
Visitante
Mario Sanches

A poupança não deveria pagar 70% da selic(0,004550) por que pagam só 0,003715?

0
Claudia Silva
Visitante
Claudia Silva

Excelente explicação! Sucesso a todos!

0
Andrei Paulo
Visitante
Andrei Paulo

Este foi sem sombra de dúvida, o melhor conteúdo sobre o mercado financeiro que eu tive acesso nesta semana. Qualidade ímpar, sem falar também gostei muito de conhecer brevemente a atividade da Anbima.

0
Ariovaldo Ferreira
Visitante
Ariovaldo Ferreira

Gostei da explicação.

0

Você também pode se interessar por: