Taxa Referencial: o que é TR e qual o valor mensal de 2019?

A Taxa Referencial é um assunto que ainda vai dar muito o que falar no Brasil. Afinal, como pode uma taxa criada pelo falido Plano Collor II ainda ser usada hoje, em pleno 2019?

Neste post, manterei uma tabela com a taxa mensal atualizada durante os meses e anos que se passarem. Espero ajudar você a entender um pouco mais sobre a TR, sobre seu cálculo, taxas mensais e impactos nos investimentos.

O que é a TR?

No início dos anos 90, a Taxa Referencial foi criada pelo Plano Collor II (que depois viraria o Plano Real) para combater a inflação no país. Ela deveria ajudar a controlar os juros, servindo como referência para que as taxas de juros do mês seguinte não refletissem a taxa do mês anterior.

Collor Taxa Referencial
O simpático presidente que virou a economia de cabeça para baixo.

Hoje, 18 anos depois, a TR é usada principalmente como TR Mensal. Os investimentos que utilizam a taxa mensalmente para corrigir seus valores são: Caderneta de Poupança, FGTS, e alguns financiamentos imobiliários.

Como fazer o cálculo da Taxa Referencial

Antes de tudo, é importante saber que o único órgão responsável para calcular a Taxa Referencial é o Banco Central do Brasil (BACEN).

Para fazer o cálculo, o Banco Central divulga a taxa média ponderada das LTNs negociadas no mercado secundário e registradas no Selic. Essa média apurada das taxas LTN sofre aplicação de um redutor que varia mensalmente.

Para encontrar a taxa TR, é necessário calcular o valor R (redutor). Para isso, a fórmula utilizada é:

R = a+b x TBF

Onde:

  • R: é o redutor
  • a: valor fixo igual a 1,005 (valor definido na criação da TR)
  • b: depende do valor da TBF, que é divulgado pelo Banco Central
  • TBF: tarifa básica financeira divulgada pelo Banco Central

Com o valor de R, substitua os valores na fórmula abaixo e encontre o valor da TR:

TR = 100 x [ (1 + TBF ÷ R) – 1]

Lembrando que o valor da TR nunca é negativo. Seu valor mínimo será igual a zero.

O impacto da TR nos investimentos

Para explicar melhor estes impactos, focaremos nos investimentos que mais podem afetar você: a Caderneta de Poupança e o FGTS.

TR no rendimento da poupança

Como você já deve saber, a poupança é um dos investimentos com menor rendimento de todos. Sua taxa de rendimento, dependendo da cotação da taxa Selic, fica próxima de 6% ao ano + TR, na maioria das vezes mal ultrapassando a inflação.

O problema da poupança vai mais longe quando vemos que esse tipo de investimento é influenciado diretamente pela Taxa Selic (a taxa básica de juros da economia). Para entender como a Taxa Referencial e a Taxa Selic são usadas no cálculo da Poupança, precisamos saber que:

  • Caso a taxa de juros esteja abaixo ou igual a 8,5% ao ano, a poupança vai render 70% da Selic + a TR.
  • Caso a taxa de juros esteja acima de 8,5% ao ano, o rendimento da poupança será fixo: 0,5% ao mês + a TR.

Assim, podemos concluir que, dependendo do valor da Taxa Referencial no mês, o rendimento da sua poupança pode variar, pois a TR age como corretora de valor.

TR no saldo do FGTS

Assim como a Caderneta de Poupança, o FGTS tem um rendimento baixíssimo, chegando no máximo a 3% ao ano + a TR.

De novo, a Taxa Referencial serve como correção monetária. Mas não pense que isso torna seu investimento uma boa opção: seu rendimento continua abaixo da inflação, o que te faz perder poder de compra (pois os serviços e produtos ficarão com valores mais caros do que o dinheiro que seu investimento rendeu).

Concluindo: a TR é calculada para corrigir os valores de Poupanças e FGTS, mas, assim como na época da sua criação, ela ainda não representa uma soma significativa no rendimento dos seus investimentos.

Deixe seu comentário aqui sobre a Taxa Referencial e aumente a nossa discussão!

Tabela da TR Mensal de 2019

Confira a tabela da Taxa Referencial de 2019 e suas atualizações. A taxa TR do mês de dezembro do ano passado fechou em 0,00%.

Tabela TR Mensal 2019
MêsTaxa TR (%)
Janeiro
Fevereiro
Março
Abril
Maio
Junho
Julho
Agosto
Setembro
Outubro
Novembro
Dezembro

 

0

Compartilhar este post:

Deixe o seu comentário!