Trader x Assessor de Investimento: Qual Carreira é Para o Seu Perfil?

O mercado financeiro tem se tornado cada vez mais atrativo não só para quem quer investir em si, mas também entre aqueles que desejam trabalhar na área. Algumas das carreiras em ascensão são as de trader e assessor de investimento. Você sabe qual delas seria a ideal para o seu perfil?

Apesar de ambas atuarem próximas às transações, existem algumas diferenças essenciais. Então, resolvi mostrar um pouco das características de cada uma. Veja só!

O que é um trader?

Antigamente, o trader era aquele profissional que ia até a Bolsa de Valores e gritava as ordens de compra e venda. Porém, com a criação do Home Broker, ele não precisa mais enfrentar toda essa loucura.

O termo em inglês pode ser interpretado como “comerciante” ou “alguém que faz trocas”, e isso traduz muito bem o que esse tipo de agente faz. Ele é o responsável por identificar oportunidades dentro das oscilações de mercado, geralmente lucrando com transações mais curtas.

Por conta disso, essas operações são consideradas de alto risco, já que não há garantia de que haverá a valorização esperada.

Aliás, o profissional pode atuar não apenas de forma autônoma, mas também fazer as trocas para empresas ou fundos de investimentos.

O que é um assessor de investimentos?

Por outro lado, o assessor de investimentos não trabalha diretamente com o mercado em si, mas, sim, com os investidores.

A sua principal função é prospectar possíveis interessados em fazer compra ou venda de ativos para que eles possam, então, fazer uma conta em alguma corretora.

Além disso, também funcionam como orientadores para os que desejam investir. Ou seja, os também chamados de agentes autônomos tiram dúvidas em relação ao mercado financeiro, explicam o seu funcionamento e até mesmo recomendam oportunidades vantajosas.

Como escolher entre as carreiras de trader e assessor de investimento?

A carreira de trader está em alta, de modo que muitos novos profissionais estão buscando uma vaga nessa área. Porém, é preciso considerar que essa é uma atividade de risco.

Considerando que para ter sucesso nesse tipo de transação é preciso acertar em cheio — afinal, o rendimento precisa cobrir os custos operacionais —, nem todos têm o perfil ideal para lidar com esse tipo de pressão.

Portanto, se você seja uma pessoa mais conservadora e que gosta de maior segurança ao trabalhar, o ideal é seguir a carreira de assessor de investimento.

Continue lendo blog da T2 Educação para mais dicas sobre o mercado financeiro!

0 0 vote
Article Rating
0
Tiago Feitosa

Tiago Feitosa

Graduado em Matemática, pós graduado em negócios bancários pela FAAP e pós graduando em Escola Austríaca de Economia. Possui certificação CEA e AAI. Se dedica a ajudar cada vez mais pessoas a se capacitarem profissionalmente.

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp
Share on telegram
Share on facebook

Deixe um Comentário:

guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments

Você também pode se interessar por: