O Que Ninguém te Conta Sobre a Queda da Bolsa

A queda da bolsa é um fato, e se você anda lendo as notícias que passam por aí, deve ter percebido que esse é um dos piores momentos dos últimos anos.

Quer entender melhor o que está acontecendo e porque muitas empresas podem, sim, quebrar? Confira este artigo!

A crise vai além da bolsa

Tem coronavírus e risco sistemático, tem a guerra da Arábia Saudita com a Rússia em relação ao petróleo… Mas para mim, nenhum desses motivos é o principal para essa queda da bolsa.

Sabe qual é o maior problema, na minha opinião?

Excesso de liquidez na economia, principalmente trazidos pelo Banco Central americano e pelo europeu.

Consequências do excesso de liquidez

Provavelmente você leu o que eu falei aí em cima e sua cabeça gritou, né?

“Mas Tiago, o que significa esse negócio de excesso de liquidez? Não era tudo o vírus mesmo?”

Muita calma, meu nobre gafanhoto. Vamos lá:

Imagine, por exemplo, as companhias aéreas. Ninguém está vendendo muita passagem, certo? Fora que na Europa, por exemplo, os voos precisam ser feitos mesmo sem ninguém no avião!

É, parece absurdo, mas se isso não for feito, a companhia perde seu espaço no aeroporto.

A questão é que, mesmo sem vender e voando sem passageiros, a companhia aérea ainda precisa pagar funcionários, fornecedores, impostos, etc.

Mas, como fazer isso sem receita? É aí que a coisa complica.

Muitas empresas, hoje, estão alavancadas. Ou seja, com muitas dívidas e zero caixa para honrar esses compromissos.

Daí pensa: se uma companhia aérea quebra, ela vai precisar demitir todo mundo (e provavelmente não vai conseguir pagar os benefícios) e, o mais importante, ela vai deixar de demandar produtos do mercado, como querosene, peças, entre outras.

Se os fornecedores também estão alavancados, a falta de demanda dessas empresas causa um grande problema. Temos, então, uma reação em cadeia sem parada.

Agora, se para uma companhia aérea está assim, imagina quantos pequenos comércios aí no seu bairro não estão ameaçados!

E a bolsa?

Aqui é que mora a principal questão.

Lógico que ver os investimentos desvalorizando em uma velocidade gigante é assustador, mas é importante entender que a queda da bolsa vai muito além disso.

Precisa sair da superfície, sacou? Entender as consequências.

A bolsa de valores nada mais é do que um espelho do que acontece no mercado financeiro, em todos os outros setores da economia!

É uma possível onda de falências, principalmente para os negócios pequenos, que não têm caixa para se manter, e mais dificuldade para se recuperar.

Portanto, essa crise pode quebrar tanto uma empresa gigante, quanto a quitanda aí perto da sua casa!

Gostou de entender mais sobre isso? Aqui no blog da T2 Educação tem outras informações. Confira!

0
Tiago Feitosa

Tiago Feitosa

Graduado em Matemática, pós graduado em negócios bancários pela FAAP e pós graduando em Escola Austríaca de Economia. Possui certificação CEA e AAI. Se dedica a ajudar cada vez mais pessoas a se capacitarem profissionalmente.

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp
Share on telegram
Share on facebook

Deixe um Comentário:

avatar

Você também pode se interessar por: