Passei na Ancord e Agora? Dicas de Como Conseguir seus Primeiros Clientes

“Passei na Ancord!”

Boa, meu nobre gafanhoto! Esse é o caminho. Mas isso aí é só o começo, você sabe, né?

Ainda existem alguns passos importantes, e você precisa lidar com todos eles, até mesmo antes de começar a sua carreira de fato!

Neste artigo, eu vou falar sobre isso e te ajudar com algumas dicas para começar bem a sua vida como AAI, beleza?

“Passei na Ancord”! Beleza, mas não é tudo

Então você foi lá, fez o curso preparatório com a T2 Educação, estudou tudo certo e mandou bem na prova? Sucesso!

Meu nobre gafanhoto, eu sei que esse grito de “passei na Ancord” estava entalado aí até agora, mas eu preciso reforçar algo que eu já disse muito: passar na prova não faz de você um AAI!

Isso porque ainda tem toda a fase de credenciamento, criar o PJ, ser conveniado a uma instituição financeira… Enfim, tudo o que você precisa fazer para ser um agente autônomo de investimentos.

Claro que seu relacionamento com os investidores pode começar antes disso tudo, mas sem estar vinculado a uma corretora você não pode trabalhar de maneira regulamentada

Depois, você pode pegar as dicas aqui de baixo e mandar ver pra conseguir a melhor carteira de clientes possível! Veja:

Gere confiança

A relação entre o AAI e seus clientes envolve muita confiança. Não adianta tentar chegar do nada na casa de alguém, falar que é um agente autônomo e querer que ele invista milhões com você, certo?

O ideal é ter um relacionamento prévio com alguns investidores em potencial. Não precisam ser muitos não! Começar com dois ou três já é ótimo. Aí, se você fizer um serviço legal para eles, com produtos certos e uma distribuição boa, provavelmente eles vão te indicar para outros.

É assim que você começa a ganhar clientes, meu nobre gafanhoto. Quanto mais gente confiar no seu trabalho, mais chance terá de conseguir novos clientes, beleza?

Invista e conheça o mercado

A melhor maneira de conhecer o mercado financeiro é na prática, então se você quer realmente manjar dos paranauês e mostrar para o cliente que entende o negócio todo, invista!

Começar com recursos próprios é bom para compreender as altas e baixas, onde vale mais a pena aplicar seu dinheiro e também onde não vale.

Inclusive, isso te ajudará a ter mais certeza sobre a relação entre os produtos e os perfis de investidores. É importante saber com qual deles você trabalha melhor!

Outro ponto é estar sempre informado, claro! Saiba tudo o que está acontecendo o tempo todo no mercado, assim você não corre o risco de perder um cliente porque não leu uma matéria na internet.

Gostou das dicas? Confira mais artigos como esse no blog da T2 Educação!

0

Compartilhar este post:

Deixe o seu comentário!