VGBL — O Que É E Quando Funciona

O VGBL é um tipo de previdência privada — assim como o PGBL. 

Nos últimos anos, a busca por esses produtos têm crescido bastante no Brasil — desde a Reforma Previdenciária de 2019. De acordo com o FenaPrevi (Federação Nacional de Previdência Privada e Vida), entre 2020 e 2021, a procura por planos de previdência complementar aumentou em 16% no país. 

Quer entender melhor o que é isso que está todo mundo procurando e apostando para o futuro? Então continue lendo este artigo! Você vai ver:

  • o que é VGBL?;
  • diferenças entre VGBL e PGBL;
  • quando o VGBL é indicado?

O que é VGBL?

Assim como o PGBL (Plano Gerador de Benefícios Livres), o VGBL (Vida Gerador de Benefícios Livres) é um dos modelos de previdência privada. 

Suas características mais marcantes são referentes à tributação: o Imposto de Renda (IR) só é cobrado no momento do resgate e incide apenas sobre os rendimentos da aplicação.  

Esse é um modelo de previdência complementar indicado para quem faz declaração simplificada do IR ou investe mais do que 12% da sua renda bruta tributável. 

Imagino que você deva estar se perguntando qual é a relação entre todas essas coisas, não é? Para te explicar melhor, é inevitável dar uma passada pelo PGBL e fazer um comparativo. 

Diferenças entre o VGBL e o PGBL

O PGBL é o plano indicado para quem faz a declaração completa do IR. Isso porque, nesse modelo, algumas despesas são dedutíveis, tais como aquelas com educação e saúde. Isso significa que, dentro de determinadas condições, o declarante não paga taxa sobre esses gastos. 

O PGBL entra nesse quadro de despesas dedutíveis. O imposto pode ser deduzido de até 12% da renda bruta tributável investida na previdência. Na prática, o investidor consegue aplicar todo o montante, sem desconto de taxas. 

Lá na frente, isso gera mais rendimento. Contudo, na hora do resgate, ele paga o IR sobre todo o dinheiro. 

Quando o investidor não é tributado ou declara o imposto simplificado, ele não tem direito a essa dedução. Ou seja, a taxa incide sobre o valor que ele aplica no plano. Nesse caso, é melhor escolher o VGBL. Por quê?

O investidor vai pagar o Imposto de Renda , mas, na hora do resgate, a tributação vai incidir só sobre os rendimentos da aplicação. 

Isso também torna o VGBL uma opção para quem investe mais do que 12% de renda bruta que são dedutíveis do IR. Muitos investidores, quando esgotam esse teto permitido, mesclam suas aplicações entre os dois planos, como uma forma de diminuir a incidência de impostos. 

Somente a partir dessa explicação, você já consegue imaginar para quais casos esse plano de previdência é mais indicado, correto? Mas eu te garanto que não é só isso. 

Quando o VGBL é indicado?

Normalmente, o VGBL é indicado para dois públicos bem distintos e em fases opostas da vida. 

No primeiro caso, ele é muito recomendado para pessoas jovens, que estão começando a planejar uma reserva para o futuro. No segundo caso, ele é mais aconselhado para pessoas mais velhas, que já estão pensando na distribuição de herança. 

Jovens

Pessoas mais jovens podem se beneficiar muito do VGBL, especialmente se optarem pela tabela regressiva de tributação. Nesse caso, as alíquotas do Imposto de Renda diminuem com o tempo. 

Sendo assim, ao fim do período, na hora do resgate, é possível pagar menos impostos, ainda mais considerando que eles só incidem sobre os rendimentos, e não o valor total.

Pessoas mais velhas

Para pessoas mais velhas, o VGBL é uma alternativa de planejamento sucessório. É possível determinar, sem muita burocracia, para quem o dinheiro deve ir após a morte do proprietário da conta. 

Isso evita a necessidade de fazer inventário, o que acaba agilizando o processo e liberando o capital mais rápido para a família. Além do mais, o dinheiro depositado por VGBL não tem incidência de Imposto de Transmissão Causa Mortis e Doações (ITCMD).

Gostou de conhecer o VGBL, suas principais características e indicações? Também deu para entender porque as pessoas estão cada vez mais procurando soluções de previdência privada, não é?

Caso queira aproveitar esse mercado em expansão, você precisa conhecer o curso livre “Como e Por que Vender Previdência Privada” da T2 Educação. Nele, eu vou te ensinar tudo sobre esse assunto e ainda te passar algumas técnicas de vendas específicas para esse segmento. 

Faça a sua matrícula! 

Compartilhe!

guest
0 Comentários

Você também pode se interessar por

COMPARTILHE!

Acesso Rápido